Escoliose na adolescência

escoliose na adolescência

Escoliose na adolescência

A escoliose na adolescência normalmente ocorre por motivos desconhecidos, ou seja, a medicina ainda não descobriu o que pode causar essa deformidade, que pode acometer crianças e adolescentes dos 9 aos 13 anos, o risco de progressão da curva anatômica da coluna é maior nessa fase, já que o crescimento do corpo é mais rápido e muitas vezes não tem nenhum sintoma visível, até que tenha progredido, causando dor ou desconforto. Esse tipo de escoliose na adolescência, ocorre oito vezes mais em meninas do que em meninos. Outra causa que observamos atualmente que podem causar esse problema ou ainda agravá-lo é o uso de mochilas pesadas.

Como descobrir a escoliose na adolescência?

Podemos fazer alguns testes para sabermos se já existe a escoliose na adolescência:

  • Peça para o jovem ficar reto e sem calçados e observe os seguintes aspectos
  • O jovem apresenta um ombro mais alto que o outro?
  • O paciente apresenta uma escápula (omoplata) mais proeminente do que a outra?
  • Observa-se que um lado do quadril parece maior ou mais proeminente do que o outro?
  • Existe diferença na distância de alcance do braço quando os mesmos estão esticados livremente nas laterais do corpo?
  • Existe uma maior “dobra” em um dos lados da cintura ?
  • A criança parece estar inclinada para um lado?

Complicações da escoliose na adolescência

Os jovens com escoliose na adolescência que não são tratados, podem desenvolver patologias no coração e pulmão devido a curvatura da coluna vertebral, já que a escoliose na adolescência move a caixa torácica e faz com que  afete estes órgãos. O adolescente pode apresentar dificuldades na respiração. Depois de adultos, os pacientes portadores de escoliose na adolescência não tratados são mais propensos a sofrer de dores nas costas, principalmente na coluna lombar.

Tratamentos para a escoliose na adolescência

O tratamento convencional para a escoliose na adolescência consiste em uso de coletes ortopédicos e acompanhamento médico periódico. Como tratamento alternativo e não invasivo a massagem terapêutica é um excelente aliado para a resolução dessa deformidade, inclusive nessa fase jovem é observado uma reposta mais imediata ao tratamento com massagem e alongamentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente aqui no Facebook sobre o Espaço Terapeutico Mika

Find out more about autoblogging - risk-free trial